A ATIVIDADE TURÍSTICA EM NATAL/RN

AS PERCEPÇÕES DOS TURISTAS, DOS PROFISSIONAIS DA ÁREA E DOS MORADORES ACERCA DA ATUAÇÃO ESTATAL NA INFRAESTRUTURA GERAL DA CIDADE E DOS PONTOS VOLTADOS AO TURISMO

  • Beatriz Cunha
  • Cinthya Ferreira
  • Izabel Nunes
  • Nathália Cristina
  • Rebeca Soares
Palavras-chave: Turismo, Papel do estado, Atividades econômicas, Rio Grande do Norte, Entrevistas

Resumo

O presente trabalho de pesquisa busca apresentar as diferentes impressões que os moradores, profissionais da área do turismo e turistas possuem da cidade de Natal, especificamente acerca do setor turístico, abordando juntamente o papel do Estado no estímulo a esse ramo que, mesmo sendo considerado recente pois ganhou visibilidade de fato na década de 1980, tornou-se uma das principais atividades econômicas do Estado do Rio Grande do Norte. Destarte, além da pesquisa acadêmica, o trabalho contou com o auxílio da entrevista semiestruturada de caráter não diretivo, onde todas as pessoas que foram entrevistadas exerceram a total liberdade de expor seus pensamentos acerca do tema. Por conseguinte, é necessário ressaltar que o turismo acaba proporcionando não apenas empregos nesse período de crise tão árduo, como também interação humana e a propagação de cultura. Para auxiliar-nos nesse processo, utilizamos o método indutivo, como método de abordagem, que, por meio de uma análise sobre a relação do bem-estar dos turistas e moradores com o Estado, guiará o curso desse trabalho; e, como os métodos de procedimento passam a criar um verdadeiro contorno para o assunto estudado, empregaremos os métodos: histórico, comparativo, monográfico, estruturalista e tipológico. Ademais, sendo os tipos de pesquisa ótimos meios de embasamento teórico, é válido citar que o trabalho se baseia em pesquisas bibliográficas, sites, documentos, entrevistas e etc.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-07-28
Como Citar
CUNHA, B.; FERREIRA, C.; NUNES, I.; CRISTINA, N.; SOARES, R. A ATIVIDADE TURÍSTICA EM NATAL/RN. Revista de Estudos Jurídicos do UNI-RN, n. 4, p. 612-631, 28 jul. 2021.
Edição
Seção
Artigos