IMPORTÂNCIA DO CONSUMO DE FIBRAS EM PORTADORES DE DOENÇA DIVERTICULAR DO CÓLON

UMA REVISÃO

  • Gabrielly Caroliny de Souza Gomes Universidade do Oeste Paulista
  • Glaucia Fabiana Costa Insfran Universidade do Oeste Paulista
  • Sandra Cristina Genaro Universidade do Oeste Paulista
Palavras-chave: Fibra Dietética, Intestino Grosso, Diverticulose, Diverticulite, Dietoterapia

Resumo

Usou-se o termo “fibra dietética” para caracterizar partes das plantas que suportavam a hidrólise por enzimas digestivas no intestino delgado humano; tendo como parte dos componentes a celulose, hemicelulose, lignina e substâncias secundárias. Dentre os efeitos benéficos das fibras no organismo, podemos citar a promoção da saciedade, retardo no esvaziamento gástrico, redução dos níveis de marcadores inflamatórios e risco de complicações da doença arterial coronariana, controle da glicemia, prevenção e tratamento da constipação, prevenção de câncer intestinal e da doença diverticular. Doença diverticular caracteriza-se por herniações da mucosa e da submucosa colônica através da camada muscular do cólon. Os mecanismos patológicos, causas e sintomas são complexos e não totalmente esclarecidos. Sabe-se que uma ingestão adequada de fibras é benéfica e está associada a redução do tempo de trânsito intestinal e aumento do volume fecal; exigindo menos pressão no momento da evacuação, reduzindo assim a possibilidade de desenvolvimento da doença diverticular.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-08-31
Como Citar
de Souza Gomes, G., Costa Insfran, G., & Genaro, S. (2022). IMPORTÂNCIA DO CONSUMO DE FIBRAS EM PORTADORES DE DOENÇA DIVERTICULAR DO CÓLON. Revista UNI-RN, 20(1/2), 47-67. Recuperado de http://revistas.unirn.edu.br/index.php/revistaunirn/article/view/685
Seção
Artigos